domingo, 31 de maio de 2009

2beauty & Sweetest Person

Nem o frio e a chuva atrapalharam o super evento de sábado (30) à tarde. Conforme prometido, o RL&F fez a cobertura completa do primeiro encontro de blogueiras gaúcho, promovido pelos queridíssimos blogs 2Beauty (by Marina Smith) e Sweetest Person (by Paula Pfeifer). E podemos dizer que foi realmente um sucesso!!!

.Paula Pfeifer + Marina Smith
.
Mimos by Body Store & Rexona
.
Mimos by Rapousas & Pharmacus
.
Mesa de doces.

As 50 afortunadas foram recebidas à loja Armazém das Fábricas, localizada na morada da Bela Vista, com um coquetel de canapés, docinhos e champagne. Foi o suficiente para a interação sair da blogsfera para a vida real. Muitas blogueiras, leitoras, fãs e descolados de plantão estavam por lá... Após as boas-vindas, palestra com Marina Bortoluzzi, da agência Escala, que falou um pouco do poder dos blogs nos dias atuais e de como as pessoas, hoje, confiam mais na opinão de blogueiros do que na própria mídia. Pasmem com os dados: o Brasil é o 6º maior mercado de internet do mundo e o 2º país em redes sociais, perdendo, neste quesito, apenas para o Canadá.

A segunda palestra foi comandada por Régis Duarte, que contou um pouco de seu ingresso no mundo da moda, de sua vida em NYC e do espaço que a customização vem ganhando cada vez mais no mercado fashion, em que ninguém quer ser só mais um na multidão. A terceira palestra ficou por conta de Martina Heuser, designer da linha Request das Lojas Renner, que nos esclareceu que, em tempos de crise, o público aposta em ítens básicos com uma pitada de personalidade. O comportamento de consumo inteligente, cujo principal ícone é Michelle Obama, é saber justamente mixar peças de marcas com ítens bons e baratos. Ostentar marca é coisa do passado, esperto é se vestir bem sem pagar caro. Rapousas usam Renner e assinam embaixo! A dica é investir em maxi acessórios. Fiquem espertas!

Sadi Consati, maquiador e consultor O Boticário, deu dicas de make up na quarta e última palestra do dia. Segundo o expert, identificar seu estilo e a imagem que quer passar para os outros é o primeiro passo para criar sua identidade na hora da maquiagem. O importante é saber o que é compatível com o seu estilo e seu biotipo para não errar. O segundo passo é cuidar da pele, não há maquiagem que faça milagres. Cores estão em alta, como o azul de Drew Barrymore, algo bem anos '80. Quer um ar de sou linda, phyna e rica??? Use blush na medida certa! Não tem erro. E, segundo Sadi, blush, rímel e batom ou gloss não podem faltar em um make!

.
Platéia atenta
.
Ana Luiza + Friends
.
Anne + Friend + Greice
.
Magali
.
Tess Fashionbiz: Débora + Edu
.
Renner: Fernanda + Martina
.
Palestras
.
Mimos sorteados
.
Para completar o sábado e fechar o evento com chave de ouro, as gurias sortearam diversos mimos entre as espectadoras!!! Makes O Boticário, calças Casa de Tolerância, kits & jeans Colcci, kits sensuais by Empório Body Store, bolsas e desodorantes Rexona, produtos Pharmacus, kits Lojas Renner, ingressos Celebrate e baby Mumm by Rapousas Louras & Felpudas, blusões Malhas Daiane, acessórios Olívia, garrafinhas Brasil Sul, itens QOD (até chapinha, meus amores!), descontos Sapato Online e blusas Régis Duarte. Afffff! Que venham os próximos!
.
Parabéns à Paula e à Marina, pela iniciativa e pelo sucesso!!
Que tenha sido o primeiro de muitos!
.
Post by J & TH

7 comentários:

anne makeup disse...

ah essas foxies...
gurias, adorei vcs e o post ficou 10!
obrigada pela foteeenha tb, já que espírito p/ segurar o carão aí c/ vcs eu tenho ;)
ahahah

bjos

Magali disse...

Rapousinhas!!

Adorei conhecer vocês! São lindas, phynas e simpáticas.

Beijos felpudos, M.

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

a palavra adequa vem de adequar ou adequado..."adecúa" quer dizer o que????? fala sério!!! Alooooou seu Aurélio??? rsrsrsrsrs

Z. disse...

Ser o post tivesse sido feito por mim, provavelmente qq crítica referente à lingua portuguesa seria procedente, sobretudo pq eu ainda não fiz questão de me adaptar às novas normas vigentes. Contudo, a J. está por dentro de todas elas e é super atenta a este assunto. Se fôssemos como ela, saberíamos que, com as mudanças ortográficas, o qu não se utiliza mais e sim o C. Vejamos:

O que muda?
1 - As letras K,W,Y,Q serão empregadas, em casos especiais, como nomes de língua estrangeira, termos técnicos e científicos. Entretanto, no futuro, os nomes próprios, seriam grafadas com as letras (C,V,I), correspondentes aos nomes em português. Exemplo: de Karla, Wilson, Yolando, para Carla, Vilson e Iolando etc.

1.1- Os dígrafos (duas letras empregadas para representar um som) Sh, Ch, SS, Gu e Qu), deixam de ser usados na escrita da língua portuguesa, assim como, o Ç; pois, o alfabeto já possui letras que têm a mesma função, na formação das palavras.

Letras do Alfabeto que vão sofrer mudanças de conceitos

2- Dessa forma, as palavras escritas com as letras “C, G, H, J, S, X, Z” são a base fundamental da mudança desta proposta, conforme se expõe a seguir:

2.1 - Letra ‘C’ passa a ter apenas o som de Cê (quê) junto de qualquer vogal, isto é, deixa de ser pronunciado como ‘Sê’. Exemplos:
Cabe, conta, cuidado, Carta, etc. A letra ‘Sê ‘é analisado no item 7.

J disse...

De fato, anônimo, a palavra "adecúa" é em espanhol, "no se adecúa". No entanto, esclareço que não existe a conjugação "adequa" na lígua portuguesa.

Os verbos “adequar/adequar-se”, “brotar”, “doer”, “falir”, “latir”, “precaver-se”, “reaver” e outros não se conjugam – na norma culta da língua e em sentido denotado – em todos os modos, tempos e pessoas. Por isso, são chamados verbos “defectivos ”.
E por que isso ocorre? As causas são várias: para evitar confusão com flexões de outros verbos de emprego mais freqüente ou por questão de eufonia, ou até mesmo por desuso. Por ex., a primeira pessoa do presente do indicativo do verbo “falir” não é utilizada por já haver a forma “eu falo”, do verbo “falar”.

O verbo “adequar/adequar-se” só se conjuga no indicativo, na primeira e na segunda pessoa do plural (“adequamos” e “adequais”). Faltam-lhe todas as flexões do presente do subjuntivo e do imperativo negativo. No imperativo afirmativo, só é flexionado na segunda pessoa do plural (“adequai”). Na prática, esse verbo aparece mais freqüentemente no infinitivo impessoal ou não-flexionado (“adequar”) e no particípio (“adequado”).

O que fazer então??? Ao falar ou redigir, sempre que quisermos empregar tal verbo (ou outros defectivos) em uma das flexões faltantes basta substituí-lo por sinônimo que caiba no contexto, tal como foi feito aqui no blog para corrigir a falha.

Resolvida a questão!

Tess FashionBiz disse...

Gurias vcs arrasam! Adorei a aula!

Ana Cristina disse...

É por essa e por outras que eu estou na comunidade "odeio ignorante que opina".

Não esquecendo que a J. além de advogada cursou letras na UFRGS.
Beijos