sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Voyage Voyage

Rapousas amadas,

Sei que ando meio ausente do blog, mas a culpa é do foxie-way-of-life-barcelouco: estava na maratona de finalização de coisas no trabalho e no máster! Affê! Mas enfim, férias!!! E férias mesmo, pois por aqui as vacaciones são levadas a sério: o comércio fecha, as zonas menos turísticas da cidade ficam vazias, e todos vão viajar! E com todo mundo só falando em viagens, resolvi escrever sobre uma coisa que já percebi há um tempo...

Quem me conhece sabe que umas das coisas que mais me fascina na vida são as experiências novas: provar pratos exóticos, beber drinks estranhos (flocos + suco de laranja, né Mana Z?!), fazer novas amizades e, é claro, conhecer novos lugares! E quando perguntam a minha opinião sobre os lugares onde eu já vivi ou que eu já conheci, eu sempre respondo que o que vale pra mim é ter estado lá! É claro que há lugares que eu gostei muito mais que outros, que por mim eu voltava trilhares de vezes, mas só conhecer os hábitos de uma outra cultura e ver paisagens novas para mim já vale! Por isso, me custava a entender quando alguém comentava que tinha odiado algum lugar ou alguma viagem. Pensando sobre o assunto, me ocorreu que talvez o que essas pessoas tenham odiado não foi a viagem, mas o fato de não conseguir chegar onde queriam.... E em uma das minhas andanças pelas zorópa, li em uma revista de bordo um texto que fala mais ou menos isso:

“El otro día me sorprendí huyendo de misma. Tenía miedo y me fui. Quería irme a un lugar remoto y me di cuenta de que, por muy lejos que me fuera, siempre tropezaría con mi historia. La maleta de mis miedos, de mis frustraciones, de mi dolor, iba conmigo; así que regresé. Dejé la maleta a un lado, la abrí y lavé la ira, la rabia, la frustración, el dolor… los tendí y, después, me puse las emociones renovadas. En ocasiones, para encontrarse o descubrirse no hace falta huir, sino aceptarse y buscar el interior. Porque vayas donde vayas, la maleta va contigo. Procura llevar el equipaje ligero y llenarlo de cosas lindas, porque lo que cargues es lo que te queda.”

Em outras palavras gente, não adianta viajarmos com a expectativa que em algum outro canto do mundo vamos achar a solução para os nossos problemas ou a felicidade. Isso são coisas que só vamos encontrar através de um outro tipo de viagem, de uma viagem interior mesmo. Porque se não estamos satisfeitos com a vida que levamos ou com quem somos, vamos sofrer tanto em Porto Alegre quanto em Paris! E entendendo isso, vão ser motivos de alegria tanto a viagem quanto a volta pra casa. Porque aonde quer que formos, quem sempre vai estar nos esperando na estação, somos nós mesmos!!!

Besitos felpudos a todos

PS: I’m off to Ibiza meus amores, uhuuuuuu!!! Aguardem a cobertura da temporada 2008 de Ibiza na volta!!!

3 comentários:

Z. disse...

Mana ML, que coisa boa um texto teu... Me tocou fundo esse texto, não por mim, mas por algumas coisas que passamos juntas! Te amo muito, amiga! Ahazaaaaaaa em Ibiza e se for pra sofrer, que seja em parrí, como eu sempre digo! Bjssssss

F. disse...

Mana M. esse texto foi pra mim, fala a verdade!!! Prometo q vou encarar minhas viagens de outra maneira.. Adorei.. e depois da ultima viagem eu descobri que o que me faz nao gostar, nao e o lugar, ou a viagem, mas sim ficar longe, ou fora, do Brasil e da vida que tenho aqui, ao lado da familia e amigos, me muero por verlos.. e o pior e q hj tb morro de saudade de Milao... acredita.. do miki q se tornou meu grande amigo e foi muito especial... entao, acho q meu caso e cronico.. nao sao os lugares, mas as pessoas q fazem a minha vida mais feliz... mas se for para todos irmos juntos para Ibiza... certeza q vou amar!!!
Bjssss e estou esperando ansiosa a cobertura mais felpuda do verao europeu!!!

J disse...

Que texto mais lindo e realista... ML estás coberta de razão! Quando a bagagem pesada é interior, não faz diferença estarmos na Província ou nas ilhas Gregas... O bom das viagens é que, muitas vezes, conseguimos sair da rotina e repensar aquilo que realmente é importante e que irá nos trazer felicidade.

Que tuas férias sejam loucas e absurdas e um eterno aprendizado, pois c´est la vie!!! Aproveita muito, pois o descanso é o resultado de muito esforço que todas nós sabemos que tiveste ao longo deste tempo. Volta cheia de novis, presta atenção em tudo e traz tudo aqui para o blog, pois as foxes da Província já estão morrendo de curiosidade!

Beijos felpudossssssssssss!!

HAVE A NICE TRIP!

J.