domingo, 10 de agosto de 2008

Curiosidade

Em 1914, o Barão Pierre de Coubertin, idealizador dos jogos Olímpicos e então Presidente do Comitê Olímpico Internacional, apresentou ao mundo a bandeira da entidade. Nela, um elemento visual que representava os cinco continentes: cinco aros entrelaçados, cada um com uma cor diferente, sob um fundo branco. A idéia era simbolizar a únião dos cinco continentes, onde o fundo branco (a sexta cor) representava a paz entre os povos, sendo que, pelo menos cada uma das seis cores, incluído o branco, estava presente na bandeira de cada um dos países filiados a COI. Hoje, transcorridos 94 anos, verifica-se que na escolha das cores houve uma analogia com as raças predominantes em cada continente. O aro negro representa a África, o vermelho a América, o amarelo a Asia. A Oceania, então um continente virgem, era representada pelo verde, e a Europa ariana pelo azul, uma cor nobre na simbologia das cores (não por acaso cunhou-se a expressão “sangue azul” para destacar os nascidos no âmbito da realeza). O símbolo-mor das olímpiadas, todavia, por algum motivo que se desconhece, só passou a ser utilizado na comunicação visual do evento, a partir de 1928.


2 comentários:

J disse...

Gente, na real, eu já sabia que os aros representavam os continentes e blá blá blá... mas nunca entendia o motivo da Europa ser azul e a Oceania verde... tipo, o que tinha a ver com as raças???? Então resolvi pesquisar e elucidar a questão, que ora deixo para vocês a título de curiosidade, já que estamos em tempo de Olimpíadas!

Bjs felpudos, J

Ana Cristina disse...

Adorei que foi esclarecido isso já que deve ser a dúvida de outras pessoas, como nossa aqui em casa! hahahahah Beijos Cris