quinta-feira, 26 de junho de 2008

A HORA DE DIZER CHEGA



Em nossas vidas há sempre momentos em que temos que dizer adeus, seja para pessoas ou situações. Esse momento é sempre difícil e sempre vem a dúvida de como serão os dias daqui pra frente. Mudança é bom e necessária, mas nem sempre é tão fácil assim.


Em termos de relacionamentos, falo por experiência própria, depois de 258473893 foras que levei e que dei, nós mulheres demoramos mais para acabar. Por que temos tanta dificuldade? Por que nos sujeitamos a tantas coisas sem necessidade? Choramos, nos despedaçamos, sempre com a esperança de que algo vai mudar. Ou então inventamos desculpas para nós mesmas... as mais esfarrapadas possíveis. E o tempo vai passando e a gente aguentando quietinhas, sofrendo. Até que um belo dia a ficha cai e aí é que percebemos que já tentamos de tudo. Já brigamos, já xingamos, já perdoamos, já mudamos e tudo continua na mesma.



Enquanto os homens tem maior facilidade de jogar tudo para o alto e na maioria das vezes se arrependem e voltam atrás, as mulheres são mais tolerantes, pensam, calculam, avaliam tudo para tomar a decisão certa e isso demora... Quando o namorado vai beber com os amigos, vai jogar futebol ou viaja a trabalho nós ficamos em casa. Enquanto ficamos em casa a cabeça pesa, dá um nó, procura uma saída, coloca na balança todos prós e contras.


Quando a cartada final é dada é porque não há mais nada a perder, não tem mais volta, já chegamos ao fundo do poço. A gente já avaliou por todos os ângulos, já fez todos os cálculos de todas a probabilidades e concluiu que não dá. O domingo a noite vai ser horrível, vai doer pensar que ele vai ser de outra. Mas tudo isso já foi calculado previamente e nada vai ser pior que continuar o relacionamento que ao invés de acrescentar só te dá dor de cabeça e sofrimento. Por isso o importante é tomar a decisão certa, custe o tempo que custar.

11 comentários:

Z. disse...

Na realidade o que mana TH narra nesse texto é o que acotnece com todas nós. Mas anos de terapia e experiências bem e mal sucedidas me ensinaram que o importante é a gente sempre colocar nossos valores mais importantes a frente de tudo, pois, fazendo isso, conseguimos perceber com mais clareza o que nos serve e o que não nos serve na vida, fazendo com que nossa hora de dizer chega venha no momento apropriado! Bjsss felpudos

FT disse...

É isto ai mana rapousa!!!De fato, muitas vezes se percebe aos poucos, muito bem avaliados os pós e contras, que é hora de por um ponto final...e quando chega a hora, estamos preparadas para dizer: Vamos em frente, porque não dá para estagnar!!! bjs

F. disse...

UAU, este texto e mesmo para todas as areas de nossas vidas. A mudanca, o ponto final, encarar a decisao e coloca-la em pratica e sempre muito dificil, pois com este ponto final tambem se acabam aqueles sonhos visualizados antes de dormir, acaba-se a esperanca de que vc e capaz de fazer esta coisa dar certo, vc se perde na sua verdade, e tomado pela angustia, ansiedade e ate medo do que vira (isso e apenas um breve resumo, pois ainda tem as responsabilidades). E o q vira? Novos sonhos, metas, objetivos, verdades, pontos finais.. esse e o ciclo! E assim vamos.. mas sempre querendo antecipar tudo, sofrendo quietinho, angustiado, contando com os amigos... mas o principal.. SEMPRE SONHANDO!!! E SEMPRE VIVENDO!! LIFE IS A DREAM!!! SO, LET'S LIVE... CARPE DIEM!!!

J disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
J disse...

O texto é a mais pura verdade do que acontece ou já aconteceu com todas nós. É difícil dar um ponto final... por mais que o relacionamento esteja ruim, desgastado. Na realidade, a maioria das vezes sofremos não pelo término de uma fase, mas pela frustração de todas aquelas expectativas que criamos quando acreditamos ter encontrado a pessoa certa. Nos frustramos mais pelo que gostaríamos que tivesse sido do que pelo efetivamente foi. Já perdi muito tempo em relacionamentos fracassados, mas digo uma coisa: de tudo se tira uma lição! E lembrem-se que EVERY END IS A NEW BEGINNING! Afinal, tudo é o momento, depois passa!!!!!! Beijos beijos. J!

Anônimo disse...

Adorei seu txt!!! Td verdade! Tem uma hora que chega neh meninas! Parabéns pelo Blog.

BN disse...

Manas, a psicologia explica... as meninas crescem buscando um príncipe encantado, inatingível, impossível de existir, mas que a Cindirela teve!
Somos mimadas, acostumadas a receber o amor do jeitinho que queremos e gostamos. Logo, quando acontece uma desilusão, o que realmente nos incomoda mais é, como disse a rapousinha Joaquina... "Na realidade, a maioria das vezes sofremos não pelo término de uma fase, mas pela frustração de todas aquelas expectativas que criamos quando acreditamos ter encontrado a pessoa certa".
Essa é uma visão bastante diferente do amor... mas pense nisso... não podemos manter o amor infantil, senão a frustração sempre será a mesma...
Besitos.

Alexandre Gil disse...

hummmmm calma, calma e calma mulherada. Me posiciono cri-cri-critico ao texto da Senhorita Rapousa Thaíse!!!! Não costumo dar conversa a esses tipos de texto, visto que, não se trata de dialogo e sim monólogo. Porém, tentarei considerar algumas opiniões, me mantendo de forma analítica; livre de machismo ou feminismo, devido a ter sido criado por mãe solteira, ter uma irmã mãe solteira e ter trabalhado muito com mulheres de chefes, fora namoradas que tive, por dois anos e outras mais rápidas rsrs. Então algumas considerações podemos dar.
entao vamos lá:
1. Momentos difíceis de mudança de fase para mim não pertence dizer adeus a alguém que AME. Trabalhos, estudos, mudança de função, neste caso, tudo bem, mas sempre temos a decisão;
2. Não acho que as mulheres se sujeitam a muitas coisas, acho que ambos se sujeitam a muitas coisas, enquanto, há interesses em comum. Também não considero vitimas, porque, muitos dos choros são formas tanto de uma , quanto da outra parte, buscar uma autoridade sobre o relacionamento, que nem sempre é boa, porque o propósito de relacionamento não é este;
3. Homens jogar para o alto, beber com os amigos é estritamente normal. O que não é normal é o controle imposto por uma das partes como se você propriedade, digo: acho ridiculo, quando alguém fala MINHA MULHER, ninguém é propriedade de ninguem. Somos livres, o que precisa estar claro é com quem decidimos iniciar algo, quais os critérios, princípios e valores. Isto precisa sim estar definido;
4. Quanto a cartada final. Esta não é erro. Erro SIM, foi a cartada inicial.
Sugestões:
1. Se permitam conhecer alguem e namorar por mais de um ano, sem sexo, indo a missa domingueira todo o domingo;
2. Não busquem conhecer alguém, a única forma de um relacionamento verdadeiro dar certo é o definido por DEUS;
3. Quando acontecer, não tentem, ficar achando pêlo em ovo, porque não têm, ou confiam na missa domingueira, ou nas experiencias que tiveram e ouvem semanalmente, se viverem em função das experiencias mundanas, podem saber, está sentenciado a ruir;
4. Existe na Igreja, cursos de formação humana, indico o site, onde há apostila: www.universidadesrenovadas.com , quando encontrarem alguém que realmente, vale um esforço desta dimensão, iniciem isso em rocha de ouro, e não em um controle, embaçao em Sentimentos (que vem do verbo – SENTIR), mas sim de algo maior, decisivo e embasado, com valores definidos;
5. Quanto a se sujeitar a muita coisa, na boa, vivam, não questionem, não se preocupem em quando casar, quando ter filhos, como será ou como seria, isso pode atrapalhar em muito a vida de qualquer um, tanto do homen, quanto da mulher;
6. Enfim, pra terminar, sugestão final: Jens, caipirinha, ceva, sambinha, na cidade baixa pode facilitar bastante, um cachorro quente comido sentado ao cordão da calçada também.
ps: domingo sem missa, semana sem graça.
ps: que a Virgem Maria cuide de todos que lerem este texto.

Anônimo disse...

Caro Alexandre, com todo o respeito, mas que sugestão é essa??

"1. Se permitam conhecer alguem e namorar por mais de um ano, sem sexo, indo a missa domingueira todo o domingo;"

Por favor, namoro sem sexo também não se sustenta! Evidente que não podemos banalizar os relacionamentos e transformá-los em pura relação carnal desprovida de sentimentos e valores essenciais como respeito, amizade e companheirismo. No entanto, não acredito que qualquer pessoa, em tempos modernos, consiga conviver num relacionamento sem esse tipo de ligação sexual.

Em que pese racionais, somos também animais... e certamente se alguém não tiver sexo com a namorada, vai buscar isso em outro lugar. Afinal, nem santa Sandy casou virgem!!!!!

De qualquer sorte, agradeço a contribuição para o blog. Sempre bom ouvir opiniões diversas, são construtivas, pois sempre nos fazem pensar e aprender algo!

;)

Alexandre Gil disse...

Na minha opinião o melhor post do blog.
Atestou conteúdo e provocou reação e obteve como consequencia reflexão, cujo me parece ser a intençao da postagem. A melhor do blog até aki, na minha verdadeira opinião!!!
Post sem este caráter, passa batido, vai por mim...

Anônimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!