domingo, 13 de abril de 2008

Contando Ninguém Acredita



Quem conhece as rapousas sabe que nosotras possuímos um linguajar próprio! E o tanto que termos como “sonhooooooo”, “luxxuss”, e “de chorá num cantinho” estão sempre presentes nas nossas confabulações, emi-eçi-enis e ex-crepibukis?!! São tantos os verbos, substantivos, expressões e músicas criados, incorporados e passados adiante que mereciam um dicionário próprio (que aliás já tem até nome: “O Linguajar das Rapousas – Tudo O Que Você Precisa Saber Para Se Comunicar Com Essas Adoráveis Criaturinhas”). E talvez um dos termos mais característicos do foxie-way-of-life seria o tão usado “Contando Ninguém Acredita”! Porque as estórias vividas e presenciadas pelas rapousas realmente às vezes são difíceis de acreditar!

Ser surpreendida pela sabedoria do Sílvio ao sair da festa no maior ar blazé em cima do guincho; pedir para a síndica religar a luz para a geladeira, abajures e afins e depois desejar-lhe boa noite às 11 da matina; dormir e tomar banho no quarto de hotel errado; dar um depoimento mega espontâneo para o ET e Rodolfo; perder celular até no drive-thru; abrir os olhos no meio da noite e ver alguém escalando a sacada com uma sharpei filhote no colo são apenas algumas das estórias que servem de exemplo! E as estórias inacreditáveis não acontecem somente quando “vamos de fiesta”: são amigos que se reencontram do outro lado do mundo, parentes que são conhecidos por acaso em rodoviárias, conversas sobre amigos imaginários que são desenvolvidas com indianos desconhecidos, e carteiras que são seqüestradas e escondidas em postos de gasolina! Parece mesmo mentira!

Mas o que eu gostaria de colocar é que a expressão “Contando Ninguém Acredita” talvez não seja só uma das mais características das rapousas, mas também a minha preferida! Adoro essa emoção de não sabermos o que vai acontecer amanhã, no próximo mês ou no próximo ano! Amo esse “will I have flashlights, nightmares and sudden explosions?”!! É claro que os acontecimentos quase inacreditáveis que acontecem nas nossas vidas não são só coisas boas. Deparamos com a sabedoria do Silvio após terem feito um estrago no meu carro para roubarem o som. O seqüestro da carteira resultou em muita incomodação e prejuízo financeiro. Mas ainda assim, prefiro tanto o choro quanto o riso ao marasmo! As inúmeras estórias significam que não passamos pela vida como meros coadjuvantes, que no fim vamos poder olhar para trás e ter a certeza que aproveitamos!

E que a gente consiga se lembrar sempre que as surpresas desagradáveis são contornáveis, e que elas ainda vão virar novas estórias e muitas risadas depois! Assim vamos poder afirmar, mesmo voltando para casa de carona em um guincho, que só coisas boas acontecem nas nossas vidas! Difícil de acreditar?!! Por isso que eu digo e repito: “Contando Ninguém Acredita”!!!

M.L.

Um comentário:

Z. disse...

Manaaaaaa... Temos que fazer urgente o dicionário das Rapousas, pois não é todo mundo que conhece nossas piadas internas, se é que tu entendeu o trocadilho... Hahahaha... Realmente manaaaa.... Contando, ninguém acredita... Acredito que o episódio do ET e Rodolfo no Skol Beats de 2006, após eu estar dançando só com o pulsets giratório, da Mirele ter sido xingada de gorda (daondeeeeeee????) e da nosos torpedo-bomba: Domiram??? Hahaha (até hj não sei pq incluímos aquele Hahaha...), de fato foi um dos mais marcantes... De chorá que Mirele ficou enfurnada em casa o domingo inteiro vendo o Gugu e Silvio Santos... E eu ainda bem que tentei dar as informações jurídicas... E a minha preocupação de que meus subordinados fossem me ver de mini-saia, botas de rave e de óculos escuros às 9 da matina, depois que duas loucas resolveram dar entrevista pro Rodolfo, achando que era o Pânico??? Isso que eu nem tô mencionando os choros no taxi, o tombo do VIP do Palco na frente do Euro DJ e o bronca no pobre Bandeira... Que finalzinho de semana, hein???? Sábio Sílvio é outra estória hilariante e com participação dos Ienas... E o tanto que até hj eles têm curiosidade de saber o que, de tão supremo, foi revelado pelo Sílvio no guinchpo aquela vez. Só podemos dizer que o Sílvio nem foi na festa, levou as 3 lôras embora e ainda tornou-se senha das festas do Prédio dos Solteiros... Ai que absurdooooooo!